sábado, 1 de dezembro de 2012


POEMA DEDICADO A VIVALDI “PRIMAVERIL”
Hideo Yahiro


          Vívido.
          Alegre salta
          em campos de Austrália.
          Nem os ventos austrais
          lhe tiram o sonido.
          E salta e é alto e orquestra
          a grama amena e os salgueiros-chorões.
          Tanto mais encanta ver um focinho
          espiando o horizonte
          do primeiro dó maior.
          Bem se senta
          e finda o recital.
          E bem afagado filhote em sua bolsa maternal
          se embala silente numa canção de ninar,
          num sonhar de saltitar,
          num viver de canguru.





Nenhum comentário:

Postar um comentário