tecla, tela, cela:
cidadão moderno
pastando no inferno



Nenhum comentário:

Postar um comentário